Ganhe posições no Google e otimize o site com nosso SEO 360°

Qual é a marca que não deseja estar nas primeiras posições do Google? As estratégias de SEO estão aqui para provar que é possível se destacar nos algoritmos do Google de forma orgânica, sempre melhorando a experiência do usuário com técnicas de SEO e criação de conteúdos relevantes. Deixe a concorrência para trás e alcance cada vez mais consumidores para o seu negócio com a Yooper!

Saiba Mais!

SEO

Quando as pessoas fazem pesquisas relacionadas ao seu serviço, a sua marca aparece nas primeiras posições do Google? Você sabe o quanto isso é importante? Você já deve ter ouvido falar em técnicas de SEO, que visam aumentar o ranqueamento orgânico de um site para ele ser lido pelo Google e outros buscados.

SEO é um serviço complexo e exige um time de especialistas capacitados e atualizados para entender todas as oportunidades disponíveis no seu segmento e os GAPs técnicos e conceituais que seu site ou sua marca podem não estar enxergando. Na Yooper, focamos nosso trabalho em cinco frentes: código do site, estrutura, usabilidade, backlinks e conteúdos. A combinação de estratégias em todas essas frentes é a fórmula do sucesso, já que cada uma tem seu papel. Aqui você encontra uma série de diferenciais com um time proativo e com uma mentalidade ownership.

Análises de usabilidade constantes

Não saber o que está atrapalhando a performance do seu site é perigoso, por isso, realizamos análises recorrentemente para verificar o que está tornando sua interface menos amigável ou dificultando a jornada do consumidor, permitindo que você retenha o usuário, maximize o tempo dele e o faça converter.

Otimizações estruturais do site

Uma boa estrutura de site é fundamental para mostrar ao Google quais são as páginas mais importantes do seu site. Por isso, nós analisamos e recriamos sua árvore de categorias, breadcrumbs e toda a estrutura de linkagem interna. Além disso, também realizamos otimizações para deixar o código o mais limpo possível

Estratégias de Link Building

As estratégias de backlink servem para dar mais relevância ao seu site, fazendo com que a autoridade do domínio se mantenha em crescimento. Para isso, investimos em links externos de qualidade, que possuam um bom PA e DA, além de proximidade com o segmento da sua empresa.

Conteúdo otimizado e personalizado

Criar conteúdo de qualidade é fundamental para ganhar as palavras-chave que você espera e melhorar o seu ranqueamento. Na Yooper, você conta com um redator treinado para operacionalizar estratégias de mineração de keywords em conteúdos 100% originais e adaptados para o posicionamento e tom de voz da sua marca.

#Eles confiam na Yooper

SEO: faça o tráfego orgânico do seu site decolar

O mundo mudou e as regras do jogo também mudaram para quem quer ser encontrado na internet.

Desde que as empresas perceberam e entenderam a importância de estarem presentes no mundo digital, a competitividade para aparecer nas primeiras posições da primeira página do Google se tornou cada vez maior.

Um site otimizado para SEO pode levar o seu futuro cliente até a sua solução sem que ele precise fazer uma busca extremamente detalhada. Com as estratégias de SEO, além de ganhar mais tráfego orgânico, você também aumenta a autoridade do seu negócio, fecha mais contratos, ganha mais dinheiro e supera seus concorrentes.

Você já deve ter ouvido falar em SEO, certo? Tirar proveito dele para construir uma marca forte na internet, lugar onde todos estão neste exato momento, é fundamental. Aqui é interessante explicar como o próprio Google funciona para que você possa entender a engenharia que acontece nos bastidores.

Antes de tudo, saiba que o motor de busca mais acessado do mundo conta com diversos algoritmos que trabalham 24 horas por dia para entregar o resultado do que você procura. E esse processo passa por três etapas:

Rastreamento

Se trata de encontrar novos sites e páginas que correspondem ao resultado digitado na barra de pesquisa do buscador. Isso é feito por meio do Googlebot. Sua função é trabalhar em conjunto com dezenas de computadores para varrer bilhões de páginas na web.

Tudo isso é feito em poucos segundos. O bot, como também é conhecido, cria uma lista de URL’s com todos os links relacionados ao termo pesquisado. A partir daí, ele monta uma seleção de sites e links, organizando todos eles por ordem de prioridade para dar início ao processo de indexação.

Indexação

A indexação acontece quando todas as páginas são varridas e as palavras-chave de cada uma delas são encontradas. Esse amontoado de informações é organizado com os atributos das imagens (alt texts) e também com as tags colocadas na estrutura do código HTML (H1, H2 e H3, por exemplo).

Rankeamento

Um site sobe de posição na SERP - Search Engine Results, que é a lista de resultados de pesquisa - quando atende alguns requisitos que são conhecidos como “fatores de ranqueamento”. O próprio Google reconhece a existência de mais de 300 fatores que levam o seu site a estar nas primeiras posições da primeira página. Muitos deles estão relacionados aotimizações on e off page. Vamos explicar quais são essas otimizações e como fazê-las mais ainda adiante.

Atualizações que foram feitas nos últimos anos

Desde o início dos anos 2000, o Google tem atualizado o seu algoritmo para tornar o ranqueamento mais personalizado, incluindo e excluindo diversos fatores de ranqueamento. Tudo começou no início dos anos 2000 com pequenas e grandes mudanças que alteraram a relação que temos com os buscadores até os dias atuais.

Hummingbird (2013)

Uma das mudanças mais profundas que o algoritmo sofreu foi em 2013 com a chegada do Hummingbird. Se antes os resultados se baseavam na escolha das palavras-chave como indicadores de ranqueamento, a partir de agora o campo semântico, isto é, o contexto em que cada keyword está inserido, ganhou mais importância.

Mas o que isso significa na prática? Toda vez que um usuário fizer uma busca, o Google vai tentar interpretar a intenção de busca para trazer o resultado que mais se aproxima. Aqui, a ordem das palavras não importa, mas o contexto em que elas estão inseridas.

Rank brain (2015)

Dois anos mais tarde, surgiu o Rank Brain e, com ele, o foco na inteligência artificial como um fator importante tanto na interpretação quanto na apresentação da busca orgânica. De forma simplificada, seria como se você estivesse perguntando sobre algo para um ser humano ao invés de um computador ao digitar a sua intenção de busca no teclado.

No entanto, como ele é baseado em machine learning, precisa ser alimentado por pesquisas constantes para poder traçar o perfil de pesquisa do usuário com o máximo de exatidão possível.

EAT (2019)

Dando mais um passo em direção ao futuro do ranqueamento orgânico, o Google anuncia em 2019 mais uma atualização no seu algoritmo. Ela foi apelidada de EAT.

Mesmo que o nome pareça sugestivo e lembre automaticamente de comida, ele não tem nada a ver com isso. EAT, em inglês, significa Expertise, Authoritativeness and Trust, ou traduzido para o português: expertise, autoridade e confiabilidade. Esses três fatores já dizem muito sobre como você deve trabalhar o conteúdo do seu site e qual é a imagem que deseja transmitir para alcançar posições melhores no buscador.

Em outras palavras, se houver um benefício claro para o visitante - ou seja, se ele identificar rapidamente o propósito do seu negócio e como ele vai ajudá-lo a resolver um problema -, logo você estará entre os primeiros colocados na SERP.

Para poder ganhar relevância na pesquisa do Google, o seu site precisa atender alguns requisitos básicos. Primeiro, você deve começar a investir em SEO on page, isto é, em todas as otimizações que podem ser feitas dentro de uma página. Aqui, podemos incluir titles, meta descriptions e URL’s.

Depois, parta para o SEO off page, que é tão importante quanto o on page, mas que fortalece sua autoridade e relevância por meio da troca de links com outros sites. Não se esqueça de que ambos são essenciais para fazer o seu negócio online subir de patamar nos motores de busca.

SEO on page

Se você costuma fazer pesquisas com frequência no Google, já deve ter percebido que os resultados que aparecem seguem um padrão: primeiro vem o título, depois a URL da página e, por fim, uma pequena descrição.

Esses três elementos fazem parte dos chamados “rich snippets” e, basicamente, servem para informar ao leitor do que se trata aquela página que ele está prestes a acessar.

Dedicar algum tempo nestas regiões de um site é o primeiro passo para todo profissional de SEO conseguir conquistar as primeiras posições do Google e superar seus concorrentes na pesquisa orgânica.

Vamos conferir cada um desses pontos e outros elementos secundários, mas que também são importantes para estar bem colocados no Google.

Titles

Este elemento informa ao leitor e ao mecanismo de busca o conteúdo da sua página. Nela, você deve explorar a palavra-chave principal para chamar a atenção e estimular o clique, aumentando, assim, a sua taxa de conversão.

Caso ela não esteja clara, você poderá ser ignorado pelo leitor e perder a chance de trazer tráfego qualificado para o seu site. Portanto, capriche nela para evitar que isso aconteça.

Cria uma comunidade em torno da sua marca

Esta é uma forma perfeita de promover sua marca e ainda criar laços duradouros com potenciais clientes. Compartilhar seus posts de blog nas redes sociais permite que sua empresa alcance um público mais amplo, construindo uma comunidade em torno das suas postagens. Você verá quão fantástico é perceber o aumento do número de novos visitantes nos seus relatórios mensais.

Meta Description

Apesar de não ser mais considerado um fator de ranqueamento, o meta description ainda é importante para o seu trabalho de SEO.

Isso porque quando você explica, de forma clara e concisa, o que o leitor vai encontrar ao clicar no seu link, ele se sente mais confortável e seguro para acessá-lo. Para garantir o clique no seu site, você precisa tornar essa descrição interessante, informativa e leve ao clique.

URL

A forma como a sua URL aparece no topo do navegador também diz muito sobre o seu negócio. Uma URL longa, repleta de números e símbolos (www.bolos.com.br/receita%$@bolo&1234543cenoura543543943242%#$) é esteticamente confusa e afasta o leitor, que não se sente confortável em clicar nela.

Já uma URL amigável (www.bolos.com.br/receita-de-bolo-de-cenoura), isto é, objetiva e concisa sobre a sua página traz mais tranquilidade e segurança, duas coisas que você não pode abrir mão quando precisa fazer um trabalho de SEO bem feito.

Imagens

Outro elemento importante para descrever o conteúdo do seu site. No entanto, de nada adianta se elas forem pesadas e sem legendas internas, pois não ajudam em nada no processo de ranqueamento.

Prefira imagens leves ou reduza o tamanho das maiores. Também não se esqueça de fazer uma descrição para cada uma delas. Caso uma ou outra não carregue por algum problema, o seu leitor ainda vai saber do que ela se trata.

Assim, você ajuda os robôs do Google a identificarem o que ela se trata e ainda facilita a vida de um possível leitor que não puder vê-la caso haja algum problema no carregamento da página.

Tempo de carregamento

Quanto mais tempo uma página demora para carregar, mais problemas você vai ter com o Google se quiser aparecer nas primeiras posições do buscador. Há algum tempo, o algoritmo já considera o tempo de carregamento como um fator que pode levar você ao topo da SERP ou fazê-lo perder posições e até desaparecer da primeira página.

Você não quer que isso aconteça e precisa fazer o possível para reduzir a espera do seu leitor para visualizar todo o conteúdo do seu site. A forma mais fácil de resolver esse problema é checando o tempo que o seu site demora para carregar com ferramentas como o Google Pagespeed Insights. Ele vai mostrar onde o seu site está lento, além de sugerir otimizações para que ele abra mais rápido.

Links internos

Imagine a seguinte situação: você está lendo um artigo e no meio da leitura encontra um link, clica nele e é levado para outro conteúdo. Mesmo que o assunto esteja interessante e você continue lendo o primeiro texto, logo vai se lembrar daquele outro que abriu e vai lê-lo também. Quando isso acontece com todas as páginas do seu site, o leitor fica mais tempo consumindo todo o conteúdo.

Para o algoritmo do Google, isso é ótimo, já que você diz para ele que o seu site tem conteúdo que agrega valor e é interessante para o internauta. E logo você ganha pontos com o mecanismo de busca, que eleva sua posição frente aos seus concorrentes.

Por isso, a troca de links internos é importante. Se ela for feita de forma estratégica, ligando páginas com conteúdos semelhantes e complementares, você eleva o valor do seu site e mostra como ele é organizado e merece estar entre os primeiros na SERP.

Links internos

Imagine a seguinte situação: você está lendo um artigo e no meio da leitura encontra um link, clica nele e é levado para outro conteúdo. Mesmo que o assunto esteja interessante e você continue lendo o primeiro texto, logo vai se lembrar daquele outro que abriu e vai lê-lo também. Quando isso acontece com todas as páginas do seu site, o leitor fica mais tempo consumindo todo o conteúdo.

Para o algoritmo do Google, isso é ótimo, já que você diz para ele que o seu site tem conteúdo que agrega valor e é interessante para o internauta. E logo você ganha pontos com o mecanismo de busca, que eleva sua posição frente aos seus concorrentes.

Por isso, a troca de links internos é importante. Se ela for feita de forma estratégica, ligando páginas com conteúdos semelhantes e complementares, você eleva o valor do seu site e mostra como ele é organizado e merece estar entre os primeiros na SERP.

Conteúdo

A cereja do bolo não poderia ficar de fora. Toda estratégia de marketing digital voltada para SEO precisa de conteúdo de qualidade para funcionar.

Trabalhe a densidade das palavras-chave, não se limitando apenas aos termos com maior volume de busca. Crie engajamento por meio de textos que respondam dúvidas, expliquem benefícios e vantagens de produtos e serviços e criem conexão emocional com o leitor.

Invista em um blog para a sua loja virtual, produza conteúdo em texto e vídeo, mescle formatos, enfim, experimente novos caminhos para facilitar a jornada do seu cliente até você.

Com o passar do tempo, você será lembrado como uma empresa que entrega valor ao informar e entreter os seus consumidores.

Seo off page

Você já arrumou a sua casa e agora chegou a hora de trabalhar a divulgação do seu site na vizinhança. Assim como o On Page SEO é essencial para estar bem posicionado na pesquisa do Google, o Off Page SEO também, porque vai dizer ao algoritmo o quanto você é uma autoridade no seu mercado a partir de recomendações de outros sites.

Backlinks

Ter links de qualidade e de fontes confiáveis apontando para o seu site é tudo o que você precisa para estar bem ranqueado nos motores de busca. Para consegui-los, você deve criar parcerias com sites que compartilham de assuntos relacionados e complementares ao seu negócio.

No entanto, para não ser penalizado, procure trocar links com mais de uma fonte, pois se essa troca for feita apenas com um site, o Google pode interpretar isso como uma tentativa de manipulação do algoritmo e poderá rebaixá-lo para posições inferiores.

Tendo isso em vista, tente variar a troca de links de tempos em tempos. Assim, o algoritmo não vai interpretar isso como uma tentativa de manipulação e você ainda vai trazer tráfego orgânico e de qualidade para o seu site. Backlinks de qualidade, vindos de fontes reconhecidas, com reputação, só têm a trazer bons resultados para o seu negócio que está na internet.

Social Media

Apostar em uma estratégia de social media também impacta nos seus resultados de SEO. Apesar das redes sociais não fazerem parte dos critérios de ranqueamento orgânico, elas têm um importante papel na construção e disseminação da sua marca, podendo levá-la para novas audiências.

Para quem possui um blog, ter o hábito de divulgar os seus artigos nas redes sociais pode ser considerada uma estratégia inteligente, pois o número de pessoas atingidas por aquele conteúdo será maior.

Além de contar com as buscas realizadas de forma natural e orgânica, você também estará levando seus conteúdos para outros lugares que eles não chegariam por si só.

Você já arrumou a sua casa e agora chegou a hora de trabalhar a divulgação do seu site na vizinhança. Assim como o On Page SEO é essencial para estar bem posicionado na pesquisa do Google, o Off Page SEO também, porque vai dizer ao algoritmo o quanto você é uma autoridade no seu mercado a partir de recomendações de outros sites.

Backlinks

Ter links de qualidade e de fontes confiáveis apontando para o seu site é tudo o que você precisa para estar bem ranqueado nos motores de busca. Para consegui-los, você deve criar parcerias com sites que compartilham de assuntos relacionados e complementares ao seu negócio.

No entanto, para não ser penalizado, procure trocar links com mais de uma fonte, pois se essa troca for feita apenas com um site, o Google pode interpretar isso como uma tentativa de manipulação do algoritmo e poderá rebaixá-lo para posições inferiores.

Tendo isso em vista, tente variar a troca de links de tempos em tempos. Assim, o algoritmo não vai interpretar isso como uma tentativa de manipulação e você ainda vai trazer tráfego orgânico e de qualidade para o seu site. Backlinks de qualidade, vindos de fontes reconhecidas, com reputação, só têm a trazer bons resultados para o seu negócio que está na internet.

Social Media

Apostar em uma estratégia de social media também impacta nos seus resultados de SEO. Apesar das redes sociais não fazerem parte dos critérios de ranqueamento orgânico, elas têm um importante papel na construção e disseminação da sua marca, podendo levá-la para novas audiências.

Para quem possui um blog, ter o hábito de divulgar os seus artigos nas redes sociais pode ser considerada uma estratégia inteligente, pois o número de pessoas atingidas por aquele conteúdo será maior.

Além de contar com as buscas realizadas de forma natural e orgânica, você também estará levando seus conteúdos para outros lugares que eles não chegariam por si só.

Muito se fala sobre SEO, mas pouco se fala sobre SEO técnico. O que é isso? Para quem nunca ouviu falar, se trata de todas as modificações que você precisa fazer em um site para que ele atenda aos requisitos para estar bem posicionado nos motores de busca. Essa autoria é feita com o objetivo de tornar o site mais rápido, compreensível, organizado e, acima de tudo, fácil de ser indexado.

Mesmo que a produção de conteúdo seja feita em dia, com a inserção de palavras-chave ao longo dos textos e com troca de links de qualidade e em ordem, ainda assim, o Google vai exigir ajustes mais específicos. Tudo para que o seu site esteja visível e pronto para ocupar as primeiras posições do buscador.

Trabalhar a experiência de navegação, priorizando a arquitetura do site, por exemplo, é uma das formas de dizer ao algoritmo que existe uma ordem de consumo de conteúdo e que as páginas do seu negócio dialogam entre si.

Entre os principais fatores de SEO técnico que devemos observar estão:

Velocidade da página:

quanto mais o seu site demorar para carregar, maior será a probabilidade dos visitantes abandoná-lo logo. Manter uma taxa baixa é essencial para evitar esse tipo de problema. Algumas ferramentas como o Pagespeed Insights já fornecem informações suficientes para que você entenda o que está causando lentidão. Assim, fica mais fácil corrigir o que está errado.

Responsividade:

com mais pessoas usando o celular para navegar na internet, contratar serviços e fazer compras, mais os smartphones merecem atenção no que diz respeito a uma estratégia de SEO técnico. O próprio Google oferece uma ferramenta que avalia se as proporções do seu site são compatíveis com o tamanho da tela, se os ícones clicáveis estão muito próximos e se a navegação é intuitiva.

Erros de rastreamento:

eles acontecem mais do que você imagina. Você pode identificá-los por meio do Relatório de Status de Cobertura do Índice, que fica disponível no Google Search Console. Lá ficam registradas todas as páginas que foram indexadas ou não.

Arquitetura do site:

aqui temos a hierarquia de páginas dentro de um site. Se ela não estiver clara, isto é, se não houver uma relação entre as páginas e subpáginas, fica mais difícil para os robôs do Google fazerem o rastreamento delas. Uma forma de resolver isso é incluindo tanto URL’s amigáveis (legíveis e objetivas) quanto links internos entre as páginas relacionadas.

Segurança:

de uns tempos para cá, o Google vem demonstrando que está mais preocupado com a segurança dos sites, inclusive considerando esse detalhe como um fator de ranqueamento. Desde 2014, o buscador considera o protocolo HTTPS como um dos diferenciais para você estar entre os primeiros colocados na busca orgânica. Procure se informar como incluí-lo no seu site com o seu provedor e o que precisa ser feito para isso.

A geolocalização se tornou uma das melhores formas de facilitar a pesquisa por lugares próximos de onde você mora. Todos aqueles que procuram por um lugar para comer, beber, se divertir, fazer exercícios, entre outras atividades, podem se beneficiar do SEO Local.

Ele abrange a busca orgânica levando em consideração os lugares próximos ao que o usuário se encontra naquele momento, inclusive através da coleta de dados de redes sociais. Isso é benéfico para comerciantes e empreendedores que desejam ampliar o alcance dos seus negócios pela internet.

Para dar os primeiros passos com SEO Local, você deve:

  • Adicionar um mapa com a localização exata do seu estabelecimento;
  • Investir em um site responsivo que conte com botão de telefone;
  • Incluir depoimentos e avaliações de clientes que transmitem mais confiança e credibilidade para o seu negócio;
  • Produzir conteúdo local, usando palavras-chave relacionadas com a região onde você se encontra. Isso sinaliza ao Google que você é relevante naquela localidade;
  • Criar uma conta no Google Meu Negócio, que permite que você insira mais detalhes sobre o seu empreendimento que vão impactar na melhora do seu posicionamento nos mecanismos de busca;
  • Estar presente no Tripadvisor, outro canal que conta com avaliações sobre hotéis, pousadas, restaurantes, lanchonetes, entre outros locais. Ele trabalha com avaliações de usuários e visitantes.

Se você almeja alcançar novas audiências além da sua localização atual, atingindo também outras partes do mundo, o SEO internacional é para você. Se o site da sua empresa recebe tráfego de outros países (você já constatou essa informação no seu Google Analytics), então vale a pena investir em SEO internacional.

Algumas empresas que possuem atuação global, isto é, contam com franquias/unidades que se comunicam com outras que estão localizadas em outros países precisam investir em SEO internacional.

Para dar os primeiros passos com SEO Local, você deve:

Mais do que apenas configurar o idioma do seu site para atender à língua falada por outros povos, o SEO internacional prioriza a forma como você se comunica com públicos que compartilham de costumes, culturas e jeitos de se expressar diferentes.

A forma como você pesquisa, define e trabalha as palavras-chave que fazem parte do vocabulário das pessoas de um país também faz diferença. Se esse trabalho for bem feito e você conseguir atingir a audiência que deseja, as chances de conseguir boas posições na busca orgânica são grandes.

As possibilidades de trabalho para SEO são amplas e, por isso, muitos profissionais podem se beneficiar das técnicas de otimização para se destacarem na internet. Não importa se você presta serviços ou possui um e-commerce: para todo tipo de negócio, seja ele voltado para empresas ou para o consumidor final, existe uma estratégia de SEO.

Sites B2B e B2C

Sites de faculdades, hospitais, oficinas, entre outros empreendimentos costumam receber pouca atenção quando o assunto é SEO.

Isso significa mais oportunidades para otimizações que vão melhorar o posicionamento orgânico dessas empresas, seja por meio da produção de conteúdo para as páginas e landing pages ou pelas otimizações técnicas que envolvem ajustes em detalhes como velocidade de carregamento, tamanho de imagens, entre outros.

E-Commerces

A competição para se manter relevante na internet também faz parte da realidade das lojas virtuais. Quando um e-commerce aposta na produção de conteúdo nas suas páginas de categoria e descrições de produtos, por exemplo, ele está dando um importante passo para se destacar dos demais concorrentes.

E como muitas lojas online focam em determinados segmentos, a competição por palavras-chave acaba sendo menor, facilitando a conquista de melhores resultados para aqueles termos. Até o funil de vendas (as etapas que um usuário passa até adquirir um produto ou serviço) acontece mais rápido, agilizando o processo de conversão.

Blog

No caso dos blogs, o trabalho de SEO é ainda mais importante, considerando que muitas pessoas pesquisam sobre assuntos ligados ao uso de produtos. É aí que a sua empresa pode sair na frente, fornecendo conteúdos informativos e relevantes para os seus clientes.

Além do conteúdo, você também pode dedicar algum tempo nas otimizações de títulos, subtítulos, variação de palavras-chave de cauda longa para focar em termos que possuem busca, mas que são pouco concorridos.

Há ainda a otimização de meta descrições, URLs e imagens que complementam toda a estratégia de SEO.

Se você deseja saber como anda o SEO do seu site, é melhor saber como usar algumas ferramentas que vão facilitar o seu trabalho como profissional de marketing.

Algumas são gratuitas e contam com tutoriais na internet, como o Google Search Console e a SEMrush, enquanto outras exigem mais tempo de uso para se habituar, como é o caso do Screaming Frog e do Ahrefs.

SEMrush

Começamos a nossa lista com a SEMrush, uma das ferramentas mais completas para quem deseja fazer um “pente fino” no seu site a fim de descobrir como torná-lo mais relevante na internet. Com ele, você pode descobrir:

  • Quais são as palavras-chaves mais relevantes para o seu negócio, comparando tanto termos genéricos como mais específicos que serão úteis na sua estratégia de marketing de conteúdo.
  • Quais são os backlinks que o seu site recebe e quais são podem ser explorados para expandir a sua estratégia de SEO Off page.
  • O tráfego que você mais recebe de fontes orgânicas e o desempenho de determinados concorrentes que estão abaixo ou acima no posicionamento orgânico dos buscadores.
  • Páginas que mais recebem tráfego orgânico e como otimizá-las a partir de ajustes em titles, descriptions, URLs e outros componentes que os motores de busca consideram durante a indexação das páginas.
Search Console

Está em mais uma ferramenta do Google que pode te ajudar a melhorar seus resultados de SEO. O Google Search Console permite que você monitore o desempenho do seu site nos motores de busca e possa fazer os ajustes necessários para melhorar o seu posicionamento orgânico. Isso é feito a partir do uso de alguns recursos interessantes como:

  • Search Appearance: envolve as mudanças visuais que influenciam no posicionamento do seu site. Pode incluir tanto a estrutura que faz parte de um artigo (título, data, autor, tamanho de texto e imagens) quanto melhorias que podem ser feitas no código HTML do site (títulos, meta descrições e páginas que não foram indexadas).
  • Search Traffic: o tráfego de pesquisa se trata de um relatório onde você pode ver as palavras-chave vinculadas ao seu site, assim como páginas referenciadas, origem de acesso (de onde vieram as pessoas que entraram no seu domínio), tipo de dispositivo que acessou (desktop ou mobile), entre outras informações importantes.
  • Google Index: mostra as páginas que foram indexadas pelo Google, além daquelas que foram bloqueadas por não respeitarem determinadas diretrizes e também todas que foram removidas. Isso permite que você tenha mais controle sobre as URL’s que deseja que o Google indexe ou não, bem como os erros de rastreamento que podem atrapalhar o acesso a determinadas páginas. Além disso, você pode fazer alterações no arquivo robots.txt para controlar quais páginas você quer ou não que sejam indexadas.
  • Security Issues: problemas de segurança podem ocorrer a qualquer momento, visto o crescimento do número de ataques cibernéticos que acontecem todos os dias na internet. Um site inseguro é interpretado com maus olhos pelo Google e pode ser penalizado com a perda de posições na busca orgânica. Se você não quer que isso aconteça, fique de olho neste recurso do Search Console para agir assim que notar comportamentos estranhos no seu site.
Ahrefs

Todo profissional de SEO sabe o quanto o Ahrefs é importante quando para uma estratégia de backlinks. Se você quer fazer análise e gestão de links externos, essa ferramenta é a melhor opção. Ela conta com recursos adicionais que tornam mais fácil e dinâmica a análise de backlinks.

Você pode começar pelos exploradores de conteúdo e palavras-chave para a produção de conteúdos que estejam de acordo com os mecanismos de busca e fazer análises de concorrência, algo essencial para entender as estratégias de outras empresas.

SEO Spider (Screaming Frog)

Finalizando nossa lista de ferramentas de SEO temos o Screaming Frog que, na verdade, é uma agência de marketing do Reino Unido especializada em SEO.

Uma das ferramentas mais conhecidas, o SEO Spider, pode te ajudar a identificar problemas com seus links. Ele simula o trabalho de um robô do Google (também conhecido como crawler), navegando pelo seu site, procurando por possíveis links quebrados, erros de servidor, entre outras inconsistências nas suas páginas.

Além disso, essa ferramenta de auditoria de SEO também permite que você:

  • Faça redirecionamentos: para evitar que os usuários caiam em páginas com erro 404 onde o conteúdo não está mais disponível. Para isso, você pode fazer o redirecionamento 301 que é nada mais do que uma alteração permanente na URL do endereço da página.
  • Edite e altere tanto títulos quanto meta descriptions: ambas podem ser editadas diretamente na ferramenta, tornando o trabalho de otimização de conteúdo mais simples e rápido. Basta ter acesso à URL desejada para fazer as alterações.
  • Exportação de sitemaps: se você ainda não sabe, este arquivo informa ao buscador todas as páginas do site que ele deve rastrear.
  • Arquitetura do site: ajuda na organização das páginas, criando uma relação e interdependência entre cada uma delas.

Agora que você já sabe mais sobre SEO e tem um guia para dar os primeiros passos neste mundo repleto de possibilidades para ganhar relevância na internet, que tal aprender mais sobre redes sociais?

Chegou a hora de aprender como usá-las ao seu favor para ganhar dinheiro, autoridade e melhorar o relacionamento da sua empresa com seus clientes atuais e futuros. Conte com a Yooper para tornar o seu negócio cada vez mais rentável e lucrativo!

FAQ

Principais dúvidas sobre SEO